Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cidades

Semurb realiza mais uma operação contra esgotos abertos no bairro do Pajuçara

Crédito: Foto: Divulgação/Semurb

A fiscalização ambiental da secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) esteve mais uma vez no bairro do Pajuçara, na zona norte, em ação contra o despejo de águas servidas em via pública. Desta vez, os efluentes lançados irregularmente pela comunidade estavam formando um grande ponto de acúmulo na Rua Tenente de Souza, e ocasionando danos à cobertura asfáltica da Av. Moema Tinoco. Ao todo foram nove tamponamentos, na tarde dessa terça-feira (22).

Essa não é a primeira ação realizada na Rua Tenente de Souza e também na Moema Tinoco, mas infelizmente, a comunidade é a principal responsável pela manutenção dos quadros de poluição no bairro. O supervisor de fiscalização de Água e Solo da Semurb (Spaso), Gustavo Szilagyi, relata que os imóveis foram anteriormente notificados pela irregularidade, e que esta é a segunda vez que a fiscalização promove a ação de tamponamento somente na Rua Tenente de Souza.

O trabalho de tamponamento consiste na vedação do cano que lança o efluente para via pública, após a notificação do responsável para cessar o problema de maneira voluntária. E só acontece em casos de descumprimento da notificação.

No trabalho, a fiscalização atendeu denúncias da 45ª Promotoria de Justiça e também do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), uma vez que no bairro existem constantes problemas de água servida e desgastes acentuados da estrutura do asfalto.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Ainda de acordo Szilagyi, a solicitação do DER foi específica para a Moema Tinoco, onde os efluentes lançados estavam ocasionando danos à cobertura asfáltica daquela via estadual de grande tráfego de veículos na região. “Por isso, focamos nas ações de combate à água servida no trecho em questão para ver se acabam os problemas dos buracos constantes na via”, disse.

A água servida é toda aquela proveniente do chamado esgoto doméstico ou comercial, ou seja, que resulta do uso de pias, banheiros, máquinas de lavar roupas, pias de cozinha, lavagem de veículos, entre outras. Szilagyi, conta também que o trabalho ainda não foi finalizado e deve continuar nos próximos dias.

E explica que pela Lei Municipal nº 4.100/1992 descartar água servida na rua caracteriza infração ambiental. Além disso, acarreta danos à saúde da população e traz prejuízos para os cofres públicos.

 

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Notícias relacionadas

Polícia

Uma operação que aconteceu na manhã desta quarta-feira (21), nas cidades de São José de Campestre e Santo Antônio, no interior do Rio Grande...

Cidades

O Governo do Rio Grande do Norte apresentou nesta sexta-feira (09), na Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED), o planejamento da...

Polícia

O Supremo Tribunal Federal (STF) marcou para a tarde desta sexta-feira (9) as audiências de custódia de quatro presos pela Polícia Federal (PF) no...

Polícia

O presidente nacional do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto, foi preso em flagrante pela Polícia Federal na manhã desta  quinta-feira (8). Os agentes...

Publicidade

Copyright © 2022 TV Ponta Negra.
Desenvolvido por Pixel Project.

X
AO VIVO