Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Polícia

Polícia Federal prende hacker responsável por ataque ao sistema do TRF-3

Foto: Polícia Federal/ Divulgação

A Polícia Federal capturou, neste domingo (17), em Campo Grande, o criminoso responsável por um ataque hacker ao sistema do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) — cuja sede fica em São Paulo –, ocorrido em 2021.

Leia as últimas notícias no portal Ponta Negra News

As investigações da PF sobre o caso foram feitas no âmbito da Operação Escalada Cibernética e resultaram em condenação do principal suspeito pelo ataque a nove anos de prisão, pela prática dos crimes de invasão de dispositivo informático e falsificação de documento público.

“A sentença condenatória foi expedida pelo Juízo da 7ª Vara Criminal Federal de São Paulo, em dezembro de 2021. Contudo o criminoso permaneceu foragido desde maio de 2021, data do desencadeamento da operação da PF”, acrescenta a corporação, em comunicado.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

O homem, que agora está preso, foi responsável por realizar um ataque hacker ao sistema Processo Judicial eletrônico (PJe) do TRF-3, invadindo-o com o objetivo de alterar documentos eletrônicos de assinatura de agentes públicos para a obtenção de vantagens pessoais.

“O hacker, após invasão ao sistema de processos judiciais eletrônicos, falsificou pareceres do Ministério Público Federal em seis processos que tramitavam no TRF-3, nos quais ele mesmo era o réu, alterando as manifestações dos procuradores com sugestão de absolvição ao invés da condenação originalmente proposta”, pontua a PF.

A investigação da corporação foi instaurada após dois magistrados da Justiça Federal em São Paulo perceberem modificações em documentos, com uso fraudulento das assinaturas digitais deles. “O hacker falsificou assinaturas eletrônicas de juízes, servidores da justiça e membros do Ministério Público Federal e alterou documentos em pelo menos oito processos, sendo dois cíveis e seis criminais. O objetivo, além da autoabsorvição criminal, seria a liberação e a consequente apropriação de valores pendentes em ações judiciais para contas controladas pelo próprio criminoso”, complementa a PF.

Pelo menos 20 policiais federais participaram da ação de captura do criminoso neste domingo. Ele estava escondido num imóvel residencial em Conjunto Aero Rancho. Seu nome havia sido incluído na difusão vermelha da Interpol, ou seja, ele era procurado internacional.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

*Com informações do SBT News

Notícias relacionadas

Polícia

A Polícia Federal está oferecendo uma recompensa no valor de R$ 15 mil para quem fornecer informações que possam auxiliar na captura de Rogério...

Brasil

Suspeito em um suposto esquema de fraude do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), investigado pela Polícia Federal, um jovem paraense teria feito a...

Polícia

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (8) a 4ª fase da Operação Carancho, de combate a crimes de armazenamento e compartilhamento de...

Polícia

O Supremo Tribunal Federal (STF) marcou para a tarde desta sexta-feira (9) as audiências de custódia de quatro presos pela Polícia Federal (PF) no...

Publicidade

Copyright © 2022 TV Ponta Negra.
Desenvolvido por Pixel Project.

X
AO VIVO