Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Brasil

Votação do projeto que regulamenta apostas esportivas é adiada

Foto: Reprodução

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), do Senado, adiou a votação do Projeto de Lei 3.626/2023, que regulamenta as apostas esportivas de quota fixa – também conhecidas como “bets”. O texto foi aprovado na Comissão de Esporte (CEsp) na semana retrasada e só irá ao plenário da Casa após o término da análise na CAE.

A votação nesta estava prevista para hoje, mas, após o relator — senador Angelo Coronel (PSD-BA) — ler uma síntese do seu relatório, em que vota pela aprovação do PL, com emendas, Otto Alencar (PSD-BA), que estava presidindo a sessão, confirmou que o presidente do colegiado — senador Vanderlan Cardoso (PSD-GO) — tomou a decisão de alterar a data para avaliação e votação para quarta-feira (22). “E eu gosto de acatar o presidente. Portanto, vai ser apreciado amanhã”.

Os senadores Carlos Portinho (PL-RJ), Eduardo Girão (Novo-CE) e Damares Alves (Republicanos-DF) defenderam na sessão que fosse concedida vista de uma semana, mas Otto resolveu acatar a decisão do presidente.

“Esse é um Projeto que eu tenho me debruçado durante um bom tempo, junto com outros colegas aqui, é um assunto de extrema gravidade, que impacta nas pessoas menos favorecidas. É uma tragédia humana que a gente precisa ter muito cuidado para legislar. E não é uma forma açodada, e eu tive esse cuidado também, não apenas com o presidente, de conversar com vários senadores que estavam aqui hoje, e liguei para outras dezenas de senadores que não estavam aqui, e todos estão apelando para que não haja um tratoramento. A urgência, presidente Otto, foi retirada pelo governo”, argumentou Girão.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Ainda de acordo cm ele, “essa matéria em específico das apostas é densa, é complexa, é perigosa. Coloca em cheque a saúde mental dos brasileiros e coloca em cheque o próprio futebol. A essência que foi feito para unir, que foi feito para entreter, uma vida saudável, e não foi feito para ser instrumento do vício de ninguém. Então não podemos subverter a premissa do esporte”.

O projeto é de autoria do Poder Executivo. Ele altera a lei que trata da distribuição gratuita de prêmios a título de propaganda e a que trata da destinação da arrecadação de loterias e da modalidade lotérica de apostas de quota fixa. Conforme o PL, as bets incluem eventos virtuais de jogos online e eventos de temática esportiva, entre os quais jogos de futebol e vôlei. Na modalidade, o apostador ganha se acertar alguma condição do jogo ou o resultado final da partida.

O Projeto de Lei exige uma autorização do Ministério da Fazenda para a empresa que explora o sistema de bets. A proposição trata também do esporte fantasy, modalidade eletrônica na qual acontecem disputas em ambiente virtual a partir do desempenho de pessoas reais. Segundo o PL, esse tipo de aposta não é exploração de modalidade lotérica e fica dispensado de autorização do poder público.

Angelo Coronel vota pela aprovação do texto com o acolhimento de 12 emendas e o acolhimento parcial de outras 31. Além disse, propõe, no relatório, outras 22 emendas. Entre elas, uma que acrescenta um parágrafo único ao artigo nono do PL; o parágrafo diz que “o Ministério da Fazenda estabelecerá condições e prazos, não inferiores a 6 (seis) meses, para a adequação das pessoas jurídicas que estiverem em atividade, às disposições desta Lei e às normas por ele estabelecidas em regulamentação específica”.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Na sessão, Angelo Coronel disse que o Projeto de Lei “rompe uma barreira importante na chamada pauta de costumes no Brasil”. “Esse Congresso Nacional passa a compreender que certas atividades, ainda que, em algum momento da nossa história, tenham sido lançadas num espaço de marginalidade, sempre continuaram presentes no cotidiano do brasileiro”.

Ele prosseguiu: “Se provocam algum tipo de malefício, é preciso construir mecanismos de mitigar esses danos. Se trazem benefícios, é preciso distribuí-los na forma mais eficaz para que toda a sociedade se beneficie”. A sessão amanhã começará às 10h30.

SBT News

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Notícias relacionadas

Cidades

O plenário da Câmara Municipal de Natal aprovou, durante a sessão ordinária desta terça-feira (19), o Projeto de Lei n° 91/2023 de autoria do...

Brasil

O Supremo Tribunal Federal (STF) retoma, nesta quarta-feira (13), julgamento de uma ação sobre a constitucionalidade da concessão de licença-maternidade para mães não gestantes...

Brasil

O Supremo Tribunal Federal (STF), formou maioria a favor do entendimento de que o Estado possa ser obrigado a indenizar vítimas de bala perdida...

Política

O vereador Robério Paulino (PSOL/NATAL), protocolou na Câmara Municipal do Natal,  um projeto de lei que garante licença de 3 dias a mulheres servidoras...

Publicidade

Copyright © 2022 TV Ponta Negra.
Desenvolvido por Pixel Project.

X
AO VIVO