Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cidades

Em 24 horas Corpo de Bombeiros atendeu mais de 100 ocorrências na Grande Natal

Fotos: Carmem Felix

Com chuvas acima de 200 milímetros nas quatro regiões administrativas da capital, atingindo também municípios da região metropolitana, a central do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte atendeu 109 ocorrências na Grande Natal relacionadas a inundações, alagamentos, desabamentos, capotamento de veículos, animais em perigo e apoios sociais. Os números se referem ao período compreendido entre as primeiras horas de segunda-feira (27) até meio-dia desta terça-feira, 28 de novembro.

Para dar conta da demanda, o Corpo de Bombeiros acionou todo o efetivo de busca e salvamento aquático que estava de folga para trabalhar no atendimento às vítimas das enchentes.

Diante da previsão de continuidade das chuvas, o Governo do Estado instalou um gabinete de crise para monitorar as chuvas e dar assistência técnica aos municípios. Pela manhã, a Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas) deslocou uma equipe para trabalhar em conjunto com funcionários da prefeitura de São José do Mipibu, município da Grande Natal, onde há comunidades rurais afetadas pelo temporal. São elas: Manimbu, Laranjeiras do Abdias, Areia Branca, Curral Novo e Sítio Buraco, além do Centro e do bairro Quebra Fuzil na área urbana.

O acumulado de chuvas registrado entre 7h de 27/11 às 7h desta terça-feira (28) foi o maior em 24 horas para os meses de novembro, conforme o Sistema de Monitoramento da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn). O boletim da Emparn, atualizado ao meio-dia, mostra a ocorrência de chuvas em 94 postos de monitoramento nas quatro mesorregiões do Rio Grande do Norte.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Os maiores volumes foram nos municípios de Brejinho, com 316 milímetros em 24 horas; Monte Alegre (285), Lagoa Salgada (261), Lagoa de Pedras (250), Passagem (185), Boa Saúde (184) e Ielmo Marinho (180), todas na mesorregião Agreste Potiguar. No Leste Potiguar, as maiores chuvas foram em Nísia Floresta, 355 milímetros; Extremoz (261), Natal, Inmet-UFRN (225), Macaíba (197), São Gonçalo do Amarante (171).

Em São José do Mipibu, a estação automática do Cemaden – Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (que não está integrada ao sistema Emparn) – registrou 381 milímetros em 30 horas de chuva. As chuvas atingiram também a mesorregião Central Potiguar. Currais Novos (74mm), Lajes (72), Jardim de Angicos (70). No Oeste, a maior foi em Jucurutu: 33 milímetros.

A previsão é de continuidade de chuva na costa leste do Nordeste Brasileiro, principalmente no Rio Grande do Norte. Mas a tendência é de diminuição de intensidade. O Instituto Nacional de Meteorologia emitiu alerta, com baixo risco de alagamentos, na faixa que vai do Rio Grande do Norte até a divisa do Piauí com o Maranhão.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Notícias relacionadas

Cidades

A atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCTI) causou as chuvas ocorridas no último final de semana no Rio Grande do Norte. É o...

Cidades

O relatório dos volumes dos principais reservatórios do RN, divulgado na quinta-feira (15), indica que cinco barragens tiveram aumento no acúmulo de água após...

Carnaval

O Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (CBMRN) salvou 20 vítimas de afogamento nas praias com presença de guarda-vidas no litoral...

Chuvas no RN

Após as chuvas na Comunidade São Sebastião, localizadas na Zona Rural da cidade de Currais Novos, no Seridó Potiguar, o açude Francisco Cardoso começou...

Publicidade

Copyright © 2022 TV Ponta Negra.
Desenvolvido por Pixel Project.

X
AO VIVO