Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Polícia

“Tio Paulo”: homem levado morto para tentativa de empréstimo vivia em garagem

A mulher, presa em flagrante por levar o cadáver do suposto tio para assinar empréstimo em um banco, vai ser transferida para um presídio nesta quarta-feira (17). A informação foi confirmada pelo delegado do caso. Na quinta-feira (18), está prevista a audiência de custódia. O caso foi registrado em Bangu, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Érika de Souza Vieira Nunes pretendia pedir um empréstimo de R$ 17 mil no nome de Paulo Roberto Braga, de 68 anos. Para isso, era necessário que o idoso assinasse um termo. O banco já tinha aprovado a proposta. Nas imagens, ele aparece em óbito, sentado numa cadeira de rodas.

Veja algumas frases ditas por Érika a Paulo Roberto dentro da agência bancária:

“Está ouvindo? Se o senhor quiser assinar. Se o senhor não assinar, não tem como.”

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

“Eu não posso assinar pelo senhor, o que eu posso fazer eu faço. Igual um documento aqui”

“Paulo Roberto Braga. O senhor segura a cadeira forte para caramba aí. Ele não segurou ali a porta?”

“Segura, tio. Assina para não me dar mais dor de cabeça, eu não aguento mais, tem que ir ao cartório. Não aguento mais.”

“Tio, você está sentindo alguma coisa? Ele não diz nada, ele é assim mesmo.”

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

“Se você não ficar bem, eu vou te levar para o hospital. Quer ir para o UPA de novo?”

As funcionárias do banco, que gravavam a ação, passaram a suspeitar da atitude. Em seguida, acionaram as autoridades. Segundo o Samu, Paulo Roberto já estava morto há duas horas. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) e vai passar por necropsia para atestar a causa da morte.

Segundo a polícia, Paulo Roberto morava sozinho em uma garagem, na Vila Aliança, comunidade de Bangu. Ele chegou a ficar internado em uma UPA.

Agora, a polícia investiga se Érika cometeu furto mediante fraude ou estelionato. Além disso, apura se outras pessoas estão envolvidas. O delegado responsável pelo caso deve ouvir testemunhas ainda hoje.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Em depoimento, a suspeita afirmou que ele não tinha contato com parentes e que ela cuidava dele.

De acordo com a defesa de Érica, os fatos serão esclarecidos no momento oportuno. “Os fatos não aconteceram como foram narrados. O senhor Paulo chegou à agência bancária vivo. Testemunhas também serão ouvidas no momento oportuno. A Érika diz que nada disso aconteceu, que ele chegou vivo e começou a passar mal”, afirmou a advogada da suposta sobrinha.

Notícias relacionadas

Polícia

Policiais deram cumprimento a um mandado de prisão em desfavor de um homem, de 42 anos, investigado pela prática de estupro de vulnerável contra...

Polícia

Um homem, ainda não identificado, realizou um arrastão em uma Unidade de Pronto Atendimento, localizada no bairro Pajuçara, na Zona Norte de Natal, na...

Polícia

Um dos principais eventos do Oeste Potiguar, o Mossoró Cidade Junina, inicia os festejos no próximo sábado (1º). Segundo o Governo do Estado, cerca...

Polícia

Policiais prenderam na manhã desta terça-feira (28) um homem, de 27 anos, integrante de uma facção criminosa em Tibau do Sul, no interior do...

Publicidade

Copyright © 2022 TV Ponta Negra.
Desenvolvido por Pixel Project.

X
AO VIVO