Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Entretenimento

Bem tombado pelo Patrimônio Estadual, Casa do Padre João Maria recebe mostra de cinema

Foto: Divulgação

O Cineclube Natal realiza, neste sábado (4), a mostra de curtas “Se as paredes falassem: Natal documentada”, um convite ao público para “ouvir” o que as paredes da cidade “têm a dizer”. A sessão é uma coletânea de cinco curtas potiguares com diferentes olhares sobre Natal, sob a curadoria de Hugo Braga, e será realizada na Casa do Padre João Maria, a partir das 18h. O imóvel, situado à Rua da Conceição, 603, uma das mais antigas ruas da capital potiguar, é tombado pelo Governo do Rio Grande do Norte, via Fundação José Augusto (FJA), como Patrimônio Histórico e Arquitetônico do Estado. Já funcionou como sede do IPHAN, estando cedido ao órgão federal e aberto a realizações culturais.

Esta será a segunda mostra de uma série de sete, no total, que ocorrerá até o final do ano e que foi contemplada pelo edital da Lei Paulo Gustavo de fomento a cineclubes no Município. “Inicialmente, a proposta era criar uma experiência mais lúdica e menos didática. No entanto, ao nos depararmos com uma riqueza de documentários que retratam a história e as pessoas que moldaram nossa cidade, percebemos a importância de compartilhar essas narrativas e tratar de uma educação patrimonial mais direta”, destaca Hugo Braga, curador da sessão e membro do Cineclube Natal.

Serão exibidos os filmes “Te Guardo no Bolso da Saudade”, de Rosy Nascimento; “Sêo Inácio (ou o Cinema do Imaginário)”, de Helio Ronyvon; “A Noiva Natal”, de Heron Condor e Sophia Cabral; “Bati da Vila”, de Raquel Cardozo; e “Cidade Arrasada”, de Guesc. A mostra tem apoio do projeto “Aqui já existiu um cinema” e será seguida de debate entre o curador da sessão e a arquiteta Wirenilza Lima e o antropólogo Anthony Rodrigues.

Mostra acontece na Casa Padre João Maria, Cidade Alta, em Natal. Foto: Divulgação

De acordo com Hugo, a mostra pretende fomentar um debate sobre a participação das pessoas na história da cidade. “Nosso objetivo é destacar as histórias familiares que habitam nossas ruas, aquelas contadas pelos nossos pais e avós, sendo refletidas no nosso cinema”, explica o curador, também responsável pelo acervo da sede do Cineclube Natal, como aluno do bacharelado em Biblioteconomia da Universidade Federal do Rio Grande Norte.

Todas as sessões do projeto “Revitalização do Cineclube Natal” serão realizadas em espaços culturais da cidade e contam com patrocínio do Governo Federal e do Município de Natal via Lei Paulo Gustavo de Incentivo à Cultura, além do apoio do Governo do RN, por meio da FJA, para a divulgação.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

SERVIÇO: “Se as paredes falassem: Natal documentada” | do Cineclube Natal

🗓️ 4 de maio de 2024 (sábado), às 18h – Entrada gratuita.

🕐 18h – Entrada franca!

📍 Casa do Padre João Maria – Rua da Conceição, 603, Cidade Alta – Natal (RN)

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Notícias relacionadas

Cultura

A segunda edição do Festival Sabores D’Praia acontecerá nos dias 19, 20 e 21 de julho no Rio Grande do Norte. O festival tem...

Chuvas no RN

Com o fim de semana chuvoso no Rio Grande do Norte, o maior acumulado de chuvas foi registrado na cidade de São Miguel do...

Entretenimento

Nesta segunda-feira (24) vai acontecer o São João de Natal 2024, promovido pela Prefeitura do Natal, através da Secretaria de Cultura (Secult-Funcarte). A partir...

Cidades

A segunda noite do São João de Natal 2024 ocorreu na Praça Pedro Velho em Petrópolis, na sexta-feira (21). O evento, promovido pela Prefeitura...

Publicidade

Copyright © 2022 TV Ponta Negra.
Desenvolvido por Pixel Project.

X
AO VIVO