Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Política

Fábio Faria fala em “concluir missão” no ministério e desiste de candidatura

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, anunciou na tarde desta terça-feira (22) que não irá disputar nenhum cargo eletivo na disputa de outubro deste ano. Faria disse que já havia tomado a decisão há 15 dias e que nesta 3ª comunicou ao ministro Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional, e ao presidente Jair Bolsonaro (PL) que ficará no Ministério das Comunicações para concluir o leilão do 5G, o que deve acontecer até o mês de julho.

Marinho é beneficiado direto pela decisão, porque ele também queria disputar uma cadeira no Senado. Há duas semanas, quando Bolsonaro esteve em agenda pelo Nordeste, o presidente deixou claro que não iria interferir nas decisões regionais e que esperava que os dois ministros chegassem a um acordo para ter um palanque forte no Rio Grande do Norte que é governado por uma petista, a governadora Fátima Bezerra.

Segundo o ministro, a decisão foi tomada com o intuito de concluir o trabalho realizado à frente do Ministério das Comunicações. Faria citou alguma das ações realizadas ao longo do mais de um ano na pasta e disse que “não conseguiria fazer isso em 8, 16, 24 anos como senador”. “E eu posso conseguir fazer nos próximos meses. Então isso pesou muito para mim”, afirmou. “Vou concluir a missão e só sairei do ministério depois de entregar o 5G funcionando nas 27 capitais”, acrescentou o ministro, mencionando sua principal meta.

Fábio Faria também esclareceu que não vai ser vice do presidente Jair Bolsonaro na chapa a reeleição e que também não é candidato ao Senado ou a uma cadeira na Câmara dos Deputados pelo estado de São Paulo. O ministro das Comunicações confirmou que irá trocar o PSD pelo Progressistas quando for aberta a janela partidária a no mês de março. Faria ponderou que abre mão da disputa ao Senado no momento em que ele aparecia melhor posicionado nas pesquisas de intenção de voto. O ministro também ressaltou que ficou por 16 anos na Câmara e que só aceitaria disputar de novo um cargo eletivo se fosse para o Senado.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Fonte: SBT News

Notícias relacionadas

Política

O projeto de lei que equipara o aborto ao homicídio simples, quando cometido após a 22ª semana de gestação, deve ser analisado com cautela...

Cidades

O Senado Federal aprovou, na terça-feira (11), projeto de lei (PL) que cria a Política Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes), com dez iniciativas voltadas à educação....

Brasil

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado deve votar, nesta terça-feira (11), o projeto de lei que visa regular a produção, comercialização e...

Política

O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (4) o projeto de lei 914/24, que institui o Programa Mobilidade Verde e Inovação (Mover). O texto...

Publicidade

Copyright © 2022 TV Ponta Negra.
Desenvolvido por Pixel Project.

X
AO VIVO