Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Jornal do Dia 1ª Edição

“Eu fui vítima desse processo”, diz Henrique Alves sobre prisão preventiva

Nesta quinta-feira, 5, o ex-ministro Henrique Alves foi entrevistado do Jornal do Dia com Micarla de Sousa, e falou sobre suas dores pessoais, trajetória política e pré-candidatura nas eleições 2022.
Sobre a Família Alves, Henrique contornou a pergunta da jornalista Micarla de Sousa e evitou apontar a motivação do rompimento político e familiar. Ao ser questionado se seu pai Aluísio Alves estivesse hoje vivo, o MDB RN teria saído das mãos de Henrique e ido para Garibaldi e Walter, Henrique disse que foi um dos momentos mais difíceis de sua vida.
”Eu passei três dias e três noites rascunhando o que ia escrever, ficava emocionado e voltava a escrever no dia seguinte. O que era obrigado a escrever. Foram 52 anos no MDB. Olhar a casa grandiosa, fraterna, se olhar o piso, as paredes, para o telhado, tudo tem a marca das minhas mãos e de outros companheiros. De repente ter que sair dessa casa… jamais sairia porque quis sair”, disse Henrique.
O ex-ministro também citou detalhes da conversa que teve com seu primo Garibaldi no Natal e informou que há décadas recebe ligações nos aniversários da família, datas comemorativas e principalmente no Natal. Com surpresa, dias após falar com Garibaldi, no dia 03 de janeiro, Henrique se disse chocado ao ler um artigo onde Garibaldi havia escrito que estava rompendo politicamente e familiarmente. Micarla cirurgicamente questionou se não haveria alguém evitando o relacionamento de Garibaldi e Henrique. ”Esse assunto eu quero superar e não quero fazer crítica a quem quer que seja.”
Na entrevista, Micarla relembrou um dos momentos mais repercutidos da vida de Henrique Alves foi o dia 06 de junho de 2017, quando naquele momento, foi preso preventivamente em decorrência das operações Manus e Sepsis. Sobre esse assunto, o primeiro sentimento que teve foi de imensa surpresa, e que havia entendido ser jogada. ”Eu fui vítima desse processo. Foram 34 testemunhas de acusação que me inocentaram. Eu tive uma prisão preventiva sem nenhuma condenação”, ponderou.
Henrique Alves diz que neste ano, nas eleições 2022, percorrerá os municípios do Rio Grande do Norte e deseja saber qual é o sentimento é o que querem os potiguares.
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você faz inspeções frequentes na sua casa para evitar focos de reprodução do mosquito transmissor da dengue?

Notícias relacionadas

Política

O ex-prefeito de Natal e presidente do PDT-RN, Carlos Eduardo Alves, oficializou o apoio do partido à reeleição da governadora Fátima Bezerra (PT). Os...

Política

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (27) a medida provisória que aumentou o valor mínimo do Auxílio Brasil para R$ 400....

Brasil

O ex-presidente Lula, (PT) foi alertado pelos aliados do MDB a abandonar o discurso da extrema esquerda, como apoio à Venezuela ou à Rússia,...

Jornal do Dia 1ª Edição

Mudar de partido? Sair candidato a deputado federal? Continuar no mesmo caminho partidário? Nesta sexta-feira (1º), o senador Jean Paul Prates (PT) vai anunciar,...

Publicidade

Copyright © 2021 TV Ponta Negra.
Desenvolvido por Pixel Project.

X
AO VIVO