Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Judiciário

Eduardo Leite aciona Ministério Público contra Jean Wyllys por homofobia

Foto: Reprodução

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), entrou com uma representação no Ministério Público (MPRS) contra o ex-deputado federal Jean Wyllys (PT), por causa das declarações do petista na última sexta-feira (14.), classificadas por Leite como “preconceituosas e discriminatórias” contra ele.

O chefe do Executivo anunciou pelo Twitter, nesta 5ª feira (20.jul), que acionou o MPRS. “Quando Roberto Jefferson disparou ataques homofóbicos a mim, eu entrei com uma representação no Ministério Público contra ele. Quando o Bolsonaro, como presidente, veio ao Rio Grande do Sul e fez uma piada com insinuações de mau gosto, eu fiz uma interpelação judicial contra o presidente da República”, relembra o tucano, em vídeo.

“E, por isso, agora quando o Jean Wyllys dispara também ataques a uma decisão que eu tomei como governador, que ele pode não concordar, pode ter outra visão, mas tenta associar essa decisão à minha orientação sexual e até a preferências sexuais, eu devo também entrar com uma representação contra ele. Aliás, fiz essa representação, ontem entregue ao MP do Rio Grande do Sul”, complementa.

O governador ressalta ainda que a representação é para que seja apurado pelo MP a conduta do ex-deputado e “tenha todos os desdobramentos que podem ser uma ação no Ministério Público em relação ao Jean Wyllys, por um ato de preconceito, de discriminação, de homofobia”.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

“Porque não interessa de é da direita ou da esquerda. Não interessa a cor da bandeira que carrega. O que importa é que homofobia, preconceito, discriminação não podem ser tolerados. A sociedade que a gente defende é uma sociedade de respeito, de tolerância, em que as pessoas sejam julgadas peo seu caráter, pela sua capacidade, pela sua honestidade”.

Ele prossegue: “Não pela cor da pele, pela crença religiosa, pela orientação sexual. Homofobia, venha do lado que vier, preoconceito e discriminação, venha do lado que vier, da cor da bandeira que cada um segurar, não pode ser tolerado e, por isso, eu faço essa representação junto ao Ministério Público”.

SBT News

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Notícias relacionadas

Patrulha da Cidade

Um jovem expôs uma mulher por ter feito ataques homofóbicos e ainda dado um tapa, derrubando o celular dele na noite de sábado (2),...

Brasil

O Ministério Público Militar negou o pedido de prisão preventiva para seis militares do Exército suspeitos de paticiparem do furto de 21 metralhadoras, no...

Cidades

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta quarta-feira (1º) a operação Home Care 2. A ação teve por objetivo fiscalizar...

Cidades

A Polícia Civil de São José de Mipibu ainda vai investigar o caso de um bebê do sexo feminino, que foi abandonado dentro de...

Publicidade

Copyright © 2022 TV Ponta Negra.
Desenvolvido por Pixel Project.

X
AO VIVO