Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Brasil

Ministério Público Militar discorda de punição por furto de armas do Exército

Foto: Divulgação

O Ministério Público Militar negou o pedido de prisão preventiva para seis militares do Exército suspeitos de paticiparem do furto de 21 metralhadoras, no dia 7 de setembro, de dentro do complexo onde fica o Arsenal de Guerra, na Grande São Paulo.

Ate o momento, 19 armas continuam desaparecidas e são alvo de busca da polícia e do Exercito, dentro do inquérito militar que foi instaurado para a solução do caso. A descoberta do furto ocoreu no dia 10 de outubro e a investigação desconfia de que as câmeras do locl tenham sido desligadas, para facilitar a sibtração do armamento.

Para o MPM, a as prisões são desproporcionais e a investigação não apresenta elementos suficientes para que os militares sejam presos, além de não ter levado em consideração o fato de que todos têm emprego e moradia fixa, além não terem antecedentes criminais. Os pedidos de prisão foram feitos pelo Comando Militar do Sudeste (CMSE), na quarta (1º) à Justiça Militar.

SBT News

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Notícias relacionadas

Polícia

Um policial militar da ativa, de 43 anos, investigado por comércio ilegal de armas de fogo e munições no município de Tangará, região do...

Chuvas no RS

O Exército Brasileiro juntou-se à campanha “Dois Rios Grandes, Um Só Coração”, liderada pelo Sistema Ponta Negra de Comunicação, para recolher e transportar doações...

Chuvas no RS

Dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) decolaram, às 7h30 deste sábado (11), transportando quase 40 toneladas de doações com destino para Canoas, no...

Polícia

O Ministério Público de São Paulo se manifestou a favor de uma liminar que obrigue o empresário Fernando Sastre de Andrade Filho a pagar...

Publicidade

Copyright © 2022 TV Ponta Negra.
Desenvolvido por Pixel Project.

X
AO VIVO