Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cidades

Em Mossoró Ministro Wellington Dias lança programa Brasil sem Fome

Foto: Raiane Miranda

A cerimônia de adesão do Rio Grande do Norte ao programa Brasil sem Fome, ocorreu na manhã desta sexta-feira (15), no Teatro Lauro Monte, com a presença do ministro do  Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias, a governadora Fátima Bezerra, o  vice-governador Walter Alves, de prefeitos, deputados e vereadores.

“Essa não é uma pauta ideológica, mas de uma causa cidadã, democrática e humanitária. A fome é incompatível com o desenvolvimento do país, especialmente um país que se tornou um dos principais produtores de alimento do mundo. A fome deve envergonhar, não quem sofre com ela, mas o conjunto da sociedade. Mas nosso país já provou que sabe vencer a fome. Fizemos isso uma vez e vamos fazer novamente”, assegurou a governadora Fátima Bezerra.

O Plano Brasil Sem Fome vem integrado a outras ações, como o fortalecimento do novo Bolsa Família, a busca ativa de pessoas em situação de vulnerabilidade e o incentivo à capacitação profissional e inclusão produtiva. “Essas são algumas das estratégias para mais uma vez tirar o Brasil do Mapa da Fome. Para que a pobreza e a fome possam dar lugar ao emprego, ao dinheiro no bolso e à comida na mesa”, afirmou Fátima.

São 80 ações e programas, com mais de 100 metas propostas pelos 24 Ministérios que compõem a Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan), organizadas três eixos: 1) acesso à renda, redução da pobreza e promoção da cidadania; 2) alimentação adequada e saudável, da produção ao consumo; 3) mobilização para o combate à Fome. “Essa é a resposta do Governo Federal à calamidade que devolveu o Brasil para o Mapa da Fome, contabilizando 33 milhões de pessoas sem segurança alimentar”, afirmou Wellington Dias, ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

As metas principais são tirar o Brasil do Mapa da Fome até 2030; reduzir, ano a ano, as taxas totais de pobreza; reduzir a insegurança alimentar e nutricional, especialmente, a insegurança alimentar grave. As estratégias principais são: aumento da renda disponível das famílias para comprar alimentos; mapeamento e identificação de pessoas em insegurança alimentar para inclusão em políticas de proteção social e acesso à alimentação, além da mobilização dos governos, dos poderes públicos e da sociedade civil para integrar esforços e iniciativas de combate à fome.

O RN tem 901,8 mil famílias registradas no Cadastro Único, das quais 464,4 mil em situação de extrema pobreza; 64,3 mil em situação de pobreza e 157,3 mil famílias de baixa renda.

 

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Notícias relacionadas

Polícia

Um homem foi morto com vários tiros na Favela do Velho, no Conjunto Malvinas, na cidade de Mossoró, no Oeste Potiguar, na quinta-feira (29)....

Cidades

A cidade de Mossoró (RN) abriu um concurso com 32 oportunidades para o quadro funcional da Procuradoria Geral e auditoria fiscal. Ao todo, serão...

Polícia

  No 15º dia de intensas operações de busca, as forças de segurança continuam na missão de capturar os foragidos do Presídio Federal de...

Cultura

A cidade de Mossoró, no Oeste Potiguar, vai receber a primeira etapa do Circuito Food & Jazz 2024 com 25 restaurantes confirmados. O evento...

Publicidade

Copyright © 2022 TV Ponta Negra.
Desenvolvido por Pixel Project.

X
AO VIVO