Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Política

Prates recebe apoio de Haddad e ganha tempo em embate sobre preço dos combustíveis com Lula e ministros 

(Foto: REUTERS/Adriano Machado)

Após receber o apoio do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, conseguiu escapar de uma possível pressão dos ministros Alexandre Silveira, de Minas e Energia, e Rui Costa, da Casa Civil, e saiu de uma reunião com o presidente Lula, no final da tarde desta quarta-feira (22), sem precisar assumir o compromisso de baixar os preços dos combustíveis em um curto espaço de tempo.

As discussões que duraram dois dias foram interpretadas por aliados do presidente como uma vitória de Prates contra Silveira e Costa graças ao apoio do ministro da Fazenda, Fernando Haddad. Na reunião realizada no Palácio do Planalto, Prates fez uma apresentação sobre a evolução dos preços dos combustíveis da empresa e a fórmula de cálculo que considera a paridade de preços com o mercado internacional e outras variáveis.

O objetivo era demonstrar que a Petrobras não pode repassar imediatamente ao consumidor toda queda no preço do barril de petróleo e no valor do dólar em relação ao real, porque precisa compensar as perdas acumuladas enquanto esses mesmos indicadores estavam em alta e a companhia segurou os preços. O argumento de Prates foi defendido também por Haddad contra Costa e Silveira numa reunião que, a exemplo do encontro do mesmo grupo no dia anterior, teve bate-boca e muita tensão.

Na última terça-feira (21),  Prates participou de um evento onde recebeu do Ministro das Relações Exteriores do Brasil, Mauro Vieira, o mais alto grau da Ordem de Rio Branco. A condecoração é dada pelo governo federal a pessoas físicas ou jurídicas “pelos seus serviços ou mérito excepcional”.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

O evento reuniu diversas autoridades. Segundo a assessoria de Prates, o presidente Lula teria dito, em uma reunião secreta depois da solenidade, que reafirma sua confiança em Jean Paul Prates no comando da Petrobras.  De acordo com informações repassadas ao Ponta Negra News por fontes que estavam presentes na solenidade, o presidente disse que Prates continua sendo seu presidente na Petrobras e que as notícias sobre cobranças a Prates não passam de intrigas plantadas.

Tudo indica que o desenrolar dessa história está a caminho de ser sanado com os desdobramentos da reunião desta quarta-feira no Planalto.

Por Ponta Negra News com informações de O Globo

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Notícias relacionadas

Política

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) pediu para deputados e senadores, neste domingo (25), apoio a um projeto de anistia para os presos pelos ataques...

Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes negou, na terça-feira (20), pedido da defesa do ex-presidente Jair Bolsonaro para que ele...

Política

O governo israelense convocou o embaixador brasileiro depois das declarações do presidente Lula neste domingo (18), em Addis Abeba, Etiópia. Em entrevista coletiva, Lula...

Política

O ministro da Justiça e da Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, chegou a Mossoró na manhã neste domingo (18), para discutir sobre as buscas dos...

Publicidade

Copyright © 2022 TV Ponta Negra.
Desenvolvido por Pixel Project.

X
AO VIVO