Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Tecnologia

Taylor Swift é vítima de falsos nudes criados por Inteligência Artificial (I.A)

Foto: AP Photo/George Walker IV

Nesta quinta-feira (25), fãs de Taylor Swift colocaram a tag “protect Taylor” (protejam a Taylor, em português) nos trending topics do X (antigo Twitter), após falsas imagens geradas por Inteligência Artificial (IA) circularem pelas redes sociais. Nas fotos, o corpo da cantora foi hipersexualizado, mas por respeito à atriz, o conteúdo não será disponibilizado na matéria.

O crime cometido contra a artista é chamado de “deep nude”, uma variação da expressão “deep fakes”, quando imagens, vídeos ou áudios são manipulados de maneira realista para parecer o rosto, corpo ou voz de alguém.

Mais de 100 mil mulheres foram vítimas desse tipo de violência

É o que afirma o relatório Deepfakes vs Biometric KYC Verification, divulgado em 2022. Ainda segundo o documento, cerca de 70% das imagens utilizadas pertenciam a pessoas comuns.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Rosto de Isis Valverde foi usado por criminosos em falso nude

Caso aconteceu em outubro de 2023. De acordo com o advogado da atriz, criminosos usaram a inteligência artificial para colocar o rosto da atriz Isis Valverde em falsos nudes.

O caso gerou revolta na atriz, que não se posicionou na época, mas registrou um boletim de ocorrência.

Brasil discute criminalização das “deep nudes”

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Desde 2018, vazar fotos íntimas na internet é considerado crime no país, pela Lei Rose Leonel (13.772/2018). A jornalista teve fotos íntimas divulgadas pelo ex-noivo, como vingança após o fim do relacionamento entre os dois. Caso ocorreu em Maringá, no Paraná, em 2005. No entanto, a Câmara dos Deputados aprovou, em dezembro do ano passado, um projeto que criminaliza nudes criados por inteligência artificial.

Com isso, aqueles que incluírem pessoas em cenas de nudez, ato sexual ou de caráter íntimo poderão ser condenados de 1 a 4 anos de prisão, além de multa. A mesma pena será aplicada ao registro não autorizado de intimidade sexual. O crime já é previsto no Código Penal, mas, atualmente, estipula pena de detenção de 6 meses a 1 ano e multa. O texto seguiu para análise no Senado.

*Com informações do SBT News

 

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Notícias relacionadas

Mundo

A rede social X (antigo Twitter) é alvo de uma Ação Coletiva Estrutural feita, nessa quarta-feira (10), pelo Instituto de Fiscalização e Controle (IFC) e pelo...

Mundo

Março foi o mês mais quente já registrado na história da Terra. Dados do observatório europeu Copernicus, anunciados na terça-feira (9), revelam que a...

Cidades

O eclipse total do Sol em 2024, que acontece nesta segunda-feira (8), será visível nos três países da América do Norte (Canadá, Estados Unidos...

Polícia

Bandidos foram flagrados interditando uma das principais e mais movimentadas avenidas do Rio de Janeiro. Em um dos crimes, registrados na quarta-feira (3), um...

Publicidade

Copyright © 2022 TV Ponta Negra.
Desenvolvido por Pixel Project.

X
AO VIVO