Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Brasil

Senado analisa projeto que aumenta pena para crimes cometidos durante “saidinha”

Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

A Comissão de Segurança Pública (CSP) do Senado debate o projeto de lei (PL n° 476 de 2023) que agrava a pena do preso quando um novo crime é cometido durante uma saída temporária (popularmente chamada de “saidinha”). A proposta, nesta terça-feira (2), é de autoria da senadora Damares Alves (Republicanos-DF) e estabelece que a pena será aumentada de um terço até a metade. Se aprovado, o PL afeta igualmente aqueles que estão em liberdade condicional, prisão domiciliar ou em situação de fuga da Justiça. A relatoria da proposta, de Esperidião Amin (PP-SC), foi favorável ao projeto.

+ Leia mais notícias no portal Ponta Negra News

“Registra que são frequentes os casos de crimes cometidos por presos durante saídas temporárias. Sustenta, todavia, que a melhor forma de inibir tais comportamentos seria por meio de uma punição mais rigorosa”, diz o relator sobre a redação da lei. O que muda: a redação decreta que, quando o novo crime tiver traços de violência ou grave ameaça à vítima, a pena inicial será aumentada de um terço a metade. Além disso, o suspeito também será julgado pela segunda infração, com acréscimo de mais tempo na prisão.

Exemplo: se um indivíduo cumpre pena de dois anos por um delito inicial, mas comete um novo durante uma “saidinha”, a pena a cumprir pode aumentar de oito meses a um ano (cumprindo um total de dois anos e oito meses a três anos).

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Atualmente, após o Congresso Nacional aprovar o fim das “saidinhas” em feriados e datas comemorativas, o PL ainda precisa ser sancionado ou vetado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

É permitida a saída do preso nos seguintes casos:

Visita a familiares;

Cursos profissionalizantes, de ensino médio e de ensino superior;

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Atividades de retorno do convívio social estabelecidas pela Justiça.

Depois de passar pela CSP, o texto vai à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) em fase terminativa. Se aprovado pelo plenário do Senado, é enviado diretamente para apreciação da Câmara.

Notícias relacionadas

Brasil

Criado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) em dezembro de 2023, o  programa Celular Seguro ultrapassou a marca de 40 mil alertas...

Cidades

A atividade do setor de serviços no Brasil apresentou recuo 0,9% na passagem de janeiro para fevereiro de 2024, segundo dados da Pesquisa Mensal...

Cidades

O projeto de lei (PL) que acaba com as saídas temporárias de presos em feriados e datas comemorativas foi sancionado pelo presidente Luiz Inácio...

Cidades

Esther Dweck, ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), afirmou que a partir de 25 de abril, os 2,144 milhões de...

Publicidade

Copyright © 2022 TV Ponta Negra.
Desenvolvido por Pixel Project.

X
AO VIVO