Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cidades

Aumento na demanda causou demora no atendimento, diz SMS sobre confusão em UPA de Natal

Foto: Reprodução/TV Ponta Negra

Imagens que circulam nas redes sociais mostram pacientes reclamando de superlotação e demora em atendimento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cidade da Esperança, localizado na Zona Oeste de Natal (RN). Além da confusão com os pacientes, os acompanhantes também relataram a demora registrada na noite de segunda-feira (8). Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que foi registrado uma demanda maior para atendimentos de casos de urgência e emergência no local, o que acarretou um tempo de espera maior para pacientes que apresentam casos menos classificados como graves.

Leia mais: Pacientes reclamam de superlotação, demora e confusão em UPA de Natal

Leia a nota:

“A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) Natal informa que em relação à procura para atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Esperança, nesta segunda-feira (8), foi registrado uma demanda maior para atendimentos de casos de urgência e emergência no local, o que acarretou um tempo de espera maior para pacientes que apresentam casos menos classificados como graves, como síndromes gripais; arboviroses (como dengue, Zika e Chikungunya) e outras patologias não urgentes.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Em relação ao caso relatado, a paciente aguardava para atendimento, após passar por avaliação de risco da equipe médica, que a classificou na cor verde, para casos com menor gravidade. Depois de um período de espera, a paciente ficou nervosa, se alterou e infelizmente agrediu verbal e fisicamente os profissionais de saúde, alegando que pessoas haviam chegado depois e estavam sendo atendidas antes dela, se referindo a casos para usuários que chegavam apresentando casos mais graves de urgência e emergência (atendimentos prioritários nas unidades). A SMS reforça que já foi atendida a necessidade da paciente durante o atendimento ontem.

A secretaria de saúde lamenta o ocorrido e ressalta que entendemos que a população está bastante fragilizada quando buscam atendimento à saúde, mas que não apoia nenhum ato de violência, principalmente contra profissionais que estão prestando atendimento nos serviços de saúde do município.

Unidade de Pronto Atendimento (UPA)

A SMS reforça que o público que deve procura os serviços das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) são pessoas que apresentem casos como de febre alta acima de 39 °C; fraturas e cortes com pouco sangramento; parada cardíaca; infarto (dor no peito); derrame (AVC); queda com torção e dor intensa ou suspeita de fratura; reação alérgica grave; mordida de animais; acidente de carro/moto; cólicas renais; falta de ar intensa; crises convulsivas; ferimento por arma de fogo ou objeto cortante; dores fortes no peito; vômito constante, queimaduras e tentativa de suicídio.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Usuários que apresentem casos que possam indicar sintomas de arbovirose, como febre, dor no corpo e articulações e manchas vermelhas pelo corpo, por exemplo, devem procurar uma unidade de saúde mais próxima da sua residência.

A Secretaria de Saúde enfatiza que as unidades que atendem situações de urgência e emergência (como as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e pronto-socorro do Hospital dos Pescadores, por exemplo), passam por ciclos de demanda e procura variados por parte dos usuários de saúde, assim como os demais serviços que prestam esse atendimento em todo o país.

O acolhimento nesses serviços preconiza os atendimentos em virtude dos graus de urgência os classificando em cores. Para os casos de emergência e risco de vida (identificados na cor vermelha), e casos urgentes (identificados na cor amarela), os atendimentos são realizados de uma forma mais rápida e têm prioridade nos atendimentos. Já as cores verde e azul identificam os casos de urgência menor, que podem levar um espaço maior de tempo para receber atendimento. A avaliação da consulta ambulatorial acontecerá por ordem de chegada.

A SMS reforça ainda que essa questão não é uma situação que está proporcionalmente ligada a déficit de recursos humanos na unidade, pois o serviço atua com todo o quadro de funcionários prestando os atendimentos. Salientamos que existe um plano de expansão de recursos humanos ainda este ano para os serviços de urgência e emergência do município de Natal.”

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Notícias relacionadas

Polícia

Policiais militares do 9º Batalhão de Polícia Militar conseguiram recuperar um veículo roubado na tarde desta sexta-feira (17) no bairro Nazaré, na Zona Oeste...

Polícia

Um vídeo que começou a circular nas redes sociais nesta quinta-feira (16) mostra uma confusão na Rodoviária de Natal, Zona Oeste da capital. Nas...

Cidades

Uma mulher, identificada como Víviane Araújo de 45 anos, morreu no início da tarde desta sexta-feira (10), após ser atropelada por um ônibus na...

Polícia

O corpo do homem, ainda não identificado, foi encontrado em uma vala de esgoto com um ferimento de tiro na cabeça por volta das...

Publicidade

Copyright © 2022 TV Ponta Negra.
Desenvolvido por Pixel Project.

X
AO VIVO