Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Brasil

Programa Celular Seguro chega a 40 mil bloqueios após alertas de usuários

Foto: Foto: Banco de Imagens/MJSP

Criado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) em dezembro de 2023, o  programa Celular Seguro ultrapassou a marca de 40 mil alertas de bloqueios referentes a perda, roubo ou furto de aparelhos, a partir de usuários cadastrados. Os números são da sexta-feira (12).

Em abril deste ano, uma nova versão da ferramenta foi lançada, com melhorias que tornaram o processo de registro mais simples e as comunicações de furto, roubo ou perda mais efetivas.

O acesso ao Celular Seguro é feito com o mesmo login do site gov.br. Os aparelhos podem ser registrados via site (celularseguro.mj.gov.br) ou aplicativo, disponíveis na Play Store (Android) e na App Store (iOS/iPhone).

O programa possibilita o bloqueio de dispositivos e aplicativos digitais às vítimas de furto, roubo ou perda, a partir do acionamento de um “botão de emergência”, que deve ser utilizado somente nesses casos.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Cada cidadão registrado no Celular Seguro poderá indicar pessoas de confiança, que estarão autorizadas a efetuar os bloqueios. Também é possível que a própria vítima bloqueie o aparelho acessando o site por um computador.

Rastreamento

Uma das medidas para ampliar o escopo do programa Celular Seguro é a incorporação de um protocolo de rastreamento e recuperação de telefones móveis desenvolvida no Piauí. Quando uma nova linha é habilitada, as empresas de telefonia informam em qual local e aparelho a nova conta foi criada. Caso haja um registro de furto ou roubo, o receptador é intimado, via whatsapp, a comparecer a uma delegacia para esclarecer a situação. Equipes técnicas do MJSP e do governo do estado fizeram a primeira reunião nesta semana para discutir a medida.

Outro objetivo é ampliar a abrangência do programa. Na quarta-feira (10), a pasta

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

recebeu representantes das operadoras Claro, Vivo, Tim e Oi. No momento, a Pasta discute questões técnicas com as companhias para que todas passem a bloquear as linhas de aparelhos roubados, sempre que um disparo de alerta for realizado no Celular Seguro. Atualmente, a Anatel já realiza o bloqueio do aparelho, por meio da identificação do IMEI.

Bancos

Após o registro de furto, roubo ou perda, os bancos e instituições financeiras que aderiram ao projeto farão o bloqueio das contas. O procedimento e o tempo para a operação de cada empresa estão disponíveis nos termos de uso do site e do aplicativo.

Desbloqueio

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

A ação garante o bloqueio ágil do aparelho, mas, por questões de segurança, não permite a reversão do processo. Caso o usuário emita um alerta de perda, furto ou roubo, mas recupere o telefone em seguida, deverá solicitar os acessos através do contato com a operadora, bancos e outros. Cada empresa segue um rito diferente para a recuperação dos aparelhos e das contas em aplicativos. Os detalhes estão descritos nos termos de uso do Celular Seguro.

Notícias relacionadas

Tecnologia

O serviço de mensagens instantâneas da Meta, WhatsApp, vai identificar e restringir os perfis que fazem spam e envio de mensagens em massa. A...

Tecnologia

O programa Celular Seguro, lançado no pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) no ano passado, vai implementar um recurso que emite alertas...

Tecnologia

As capinhas transparentes são bonitas e versáteis, mas com o tempo, podem ficar amareladas e encardidas, deixando um aspecto desagradável para muitas pessoas. Antes...

Tecnologia

O WhatsApp deixou de ser compatível com diversos celulares antigos na quinta-feira (1º) devido à política de compatibilidade de software do mensageiro instantâneo. Entre...

Publicidade

Copyright © 2022 TV Ponta Negra.
Desenvolvido por Pixel Project.

X
AO VIVO