Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Eleições 2022

Fux defende TSE e pede diálogo, paz e respeito entre os candidatos

Nelson Júnior/STF

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, declarou nesta segunda-feira (1º) que a democracia brasileira conta com um dos sistemas eleitorais mais eficientes, confiáveis e modernos de todo o mundo. O ministro também enfatizou que nunca é demais “renovar ao país os votos de que cidadãos, candidatos e eleitores permaneçam leais à Constituição Federal, compromissados para que as eleições deste ano sejam marcadas pela estabilidade institucional e pela tolerância”.

O recado foi dado no discurso de reabertura dos trabalhos no segundo semestre do STF, após um mês de recesso forense. Fux defendeu ministros do Tribunal Superior Eleitoral, pediu diálogo paz e respeito entre os candidatos.

“O Supremo Tribunal Federal anseia que todos os candidatos aos cargos eletivos respeitem os seus adversários, que não são seus inimigos; confia na civilidade dos debates e principalmente, na paz que nos permita encerrar o ciclo de 2022 sem incidentes”, afirmou Fux.

O ministro ainda destacou os feitos da Justiça Eleitoral e citou nominalmente os atuais presidentes e vice do TSE, ministros Edson Fachin e Alexandre de Moraes, que também integram o Supremo.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

“Felizmente, nossa democracia conta com um dos sistemas eleitorais mais eficientes, confiáveis e modernos de todo o mundo, mercê de ostentar no seu organismo uma Justiça Eleitoral transparente, compreensível e aberta a todos aqueles que desejam contribuir positivamente para a lisura do prélio eleitoral”, declarou Fux.

Troca de Comando 

O segundo semestre também será marcado pela troca de comando na mais alta Corte do país. Em 12 de setembro, o ministro Luiz Fux se despede da presidência do STF e será substituído pela ministra Rosa Weber. A posse da nova presidente foi adiada para a semana seguinte ao do 7 de Setembro, para evitar a proximidade com os protestos que devem ocorrer em Brasília e no Rio de Janeiro, com a adesão do presidente Jair Bolsonaro (PL) e de apoiadores do governo.

Em 2021, o presidente aproveitou os festejos do Dia da Independência para fazer críticas aos ministros do Supremo, assim como suas decisões. Integrantes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e as urnas também foram alvo de protestos. Desde então, Bolsonaro tem colocado em xeque a segurança das urnas e do processo de votação brasileiro.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Em meio às manifestações e há poucos dias do pleito de outubro, também haverá troca de ministros na presidência do TSE. No próximo dia 16, toma posse no comando da Corte Eleitoral o ministro Alexandre de Moraes. Ele que vai conduzir as eleições no lugar do atual presidente do TSE, ministro Edson Fachin.

Moraes é um dos principais alvos do presidente Bolsonaro e, no STF, é relator dos inquéritos das fake news e do processo que apura os atos antidemocráticos.

 

Fonte: SBT News

Anúncio. Rolar para continuar lendo.
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Eleições 2022

Termina na próxima segunda-feira (15) o prazo para os servidores públicos interessados em atuar como voluntários na auditoria de funcionamento das urnas eletrônicas, nas...

Eleições 2022

A propaganda eleitoral dos candidatos que disputam as eleições de 2022 será iniciada oficialmente no dia 16 de agosto. Essa data marca ainda o...

Eleições 2022

O Sistema Ponta Negra de Comunicação realizou nesta quarta-feira (10), uma reunião com os assessores dos candidatos ao governo do estado e senado, nas...

Brasil

Por: SBT News O Supremo Tribunal Federal formou maioria, nesta quarta-feira (10), para aprovar uma proposta de reajuste salarial de 18% à magistratura, servidores...

Publicidade

Copyright © 2021 TV Ponta Negra.
Desenvolvido por Pixel Project.

X
AO VIVO