Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Brasil

STF inicia julgamento de direitos políticos de Dilma após impeachment

Dilma Roussef - Marcelo Camargo
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Supremo Tribunal Federal (STF) inicia, nesta sexta-feira (15), a análise de um conjunto de ações que questionam a manutenção dos direitos políticos da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) depois do impeachment, em 2016. Os ministros deverão votar as ações em plenário virtual, ou seja, sem debate, até às 23h59 do dia 22 de setembro.

Leia as últimas notícias no portal Ponta Negra News

O julgamento acontece em meio à decisão dividida do Senado Federal. Na data, a Casa realizou duas votações, sendo uma que condenou Dilma pelo crime de responsabilidade – o que afastou a petista definitivamente da Presidência -, e outra que manteve os direitos políticos da ex-presidente. Com isso, Dilma não ficou inelegível.

Pouco tempo depois, os partidos PSDB, DEM, PPS, MDB e Solidariedade acionaram o STF pedindo uma liminar para anular o resultado da segunda votação no Congresso, deixando Dilma inelegível. Na ação, as siglas alegam que a a perda de cargo e a inabilitação para exercícios de cargos de função pública é uma sanção para casos de crime de responsabilidade.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

A defesa de Dilma, por sua vez, justifica que os senadores poderiam ter decidido pela inelegibilidade da petista, que hoje é presidente do Novo Banco do Desenvolvimento (NDB), conhecido como Banco dos Brics. “Não foi usurpado dos Senadores o direito assegurado constitucionalmente de condenarem a Presidente da República, se julgassem adequado, tanto à perda do cargo.”

*Com informações do SBT News

Notícias relacionadas

Brasil

O Supremo Tribunal Federal (STF) está em fase final de julgamento para definir a responsabilidade civil do Estado em casos de vítimas de disparos...

Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes negou, na terça-feira (20), pedido da defesa do ex-presidente Jair Bolsonaro para que ele...

Judiciário

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) condenou na última semana mais 41 pessoas que estavam envolvidas com os atos antidemocráticos de 8 de...

Brasil

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu cinco dias para que o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, explique uma declaração...

Publicidade

Copyright © 2022 TV Ponta Negra.
Desenvolvido por Pixel Project.

X
AO VIVO