Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Política

Alckmin defende diálogo para governo resolver impasse sobre reoneração com o Congresso

O vice-presidente e ministro da Indústria, Geraldo Alckmin, disse, nesta quarta-feira (7), que acredita no diálogo como forma de chegar a um consenso com o Congresso Nacional sobre a medida provisória da reoneração da folha de pagamento a 17 setores da economia. No entanto, segundo ele, as negociações devem ficar para depois do Carnaval.

Alckmin mencionou o objetivo do governo de atingir déficit zero nas contas públicas em 2024 e afirmou que na proposta do governo a desoneração seria destinada somente aos 17 setores, mas os parlamentares incluíram os municípios. Segundo Geraldo, os custos serão de R$ 18 bilhões para os cofres públicos.

O ministro reforçou ainda que o diálogo é o caminho para chegar a um bom termo sobre o tema.

“O governo fez a proposta, de voltar com a desoneração da folha, não para os 17 setores, um pouco menos, e de maneira gradual. Eu acredito no diálogo. Passado o Carnaval, retomam-se as negociações e vamos buscar uma boa solução para que a economia possa crescer mais forte, assim como no ano passado, e de maneira sustentável.”

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Durante a sessão de abertura do ano Legislativo nesta segunda-feira (5), o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), foi contundente ao dizer que o Congresso não irá “revisar” matérias já apreciadas pelo poder Legislativo. No fim do ano passado, o Congresso aprovou um projeto de lei para prorrogar a desoneração da folha de pagamentos até 2027.

O texto recebeu veto do presidente Lula, que foi posteriormente derrubado pelos parlamentares em sessão do Congresso.

“Vamos aprovar sempre o que for importante para o Brasil e para os brasileiros, mas não nos permitimos revisar matérias chanceladas por este Congresso Nacional. Não aprovaremos retrocessos de qualquer natureza. O Brasil pede para seguir em frente. E não podemos olhá-lo através de um retrovisor. Temos pressa em crescer”, disse o presidente da Câmara.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Notícias relacionadas

Cidades

O governo federal alterou as regulamentações de planos de previdência privada, para tornar esse tipo de investimento mais atrativo para os poupadores. As atualizações...

Cidades

Empresários de 17 setores preparam um ato no Congresso Nacional contra a reoneração gradual da folha de pagamentos, proposta pelo governo em medida provisória...

Economia

Aproximadamente 6 milhões de microempreendedores individuais, além de outras 2 milhões de pequenas empresas que recolhem impostos pelo regime de tributação do Simples Nacional,...

Saúde

Após declarar situação de emergência em saúde pública por causa de uma explosão de casos de dengue, o governo do Distrito Federal alerta que casos graves...

Publicidade

Copyright © 2022 TV Ponta Negra.
Desenvolvido por Pixel Project.

X
AO VIVO