Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Comportamento

Uso excessivo de smartphones nas escolas é discutido em audiência na Assembleia do RN

Foto: Eduardo Maia

O uso excessivo de celulares em sala de aula foi discutido durante uma audiência pública realizada na tarde desta quinta-feira (16), na Assembleia Legislativa do RN. O evento foi proposto pela Frente Parlamentar em Defesa da Criança e do Adolescente, presidida pelo deputado Hermano Morais (PV), que teve como principal, discutir o assunto com psicólogos, diretores de escolas, professores, estudantes, familiares e toda a sociedade, dando ênfase ao Projeto de Lei apresentado pelo parlamentar, que trata da proibição do uso de smartphones em salas de aula para fins não pedagógicos, no Rio Grande do Norte.

Segundo o deputado, o relatório global da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), divulgado em 26 de julho deste ano, chegou a conclusões alarmantes acerca dos efeitos do uso excessivo do celular no desempenho educacional e na estabilidade emocional de crianças e adolescentes.
Débora Sampaio, mestre em Psicologia de adolescência e especialista em dependência tecnológica, falou que, da sua época de escola, ela lembra muito dos seus amigos, dos seus treinos e jogos de basquete, das brincadeiras na hora do recreio, das viagens de campo, ou seja, das experiências partilhadas e vivenciadas dentro do ambiente escolar.

“Eu me lembro das brincadeiras em sala de aula, dos professores, enfim, eu só tenho boas memórias. E hoje a gente tem tido uma escola diferente. Uma escola silenciosa na hora do intervalo. Não existe mais aquela gritaria. As filas não têm mais aquelas conversas, porque são crianças e adolescentes de uma geração ‘cabeça baixa’, que está o tempo inteiro olhando para o seu celular. E por quê? Porque isso causa dependência. Os dispositivos e as redes sociais foram criados para nos tornar dependentes, e estão conseguindo. Se nós, adultos, que já temos um cérebro maduro e plena capacidade de se autorregular, nos perdemos nisso tudo, imaginem as nossas crianças e adolescentes” disse.

Também estiveram presentes ao debate representantes de escolas estaduais e municipais, de instituições de ensino privadas, da Universidade Federal do RN, do Conselho Regional de Psiquiatria e do Ministério Público, além de estudantes e seus familiares.

Notícias relacionadas

Educação

O Ministério da Educação (MEC) publicou nesta quarta-feira (17) o edital do processo seletivo para o segundo semestre de 2024 do Programa Universidade para...

Educação

O Mardunas Hotel em Natal será palco do DESTINE24, o maior encontro de empresas juniores do Nordeste brasileiro. Com o tema Ecos de Uma...

Educação

O Ministério da Educação anunciou a prorrogação do prazo final para as convocações da lista de espera do processo seletivo de vagas remanescentes do...

Educação

O Governo do RN lançou, nesta segunda-feira (15), por meio da Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (SEEC),...

Publicidade

Copyright © 2022 TV Ponta Negra.
Desenvolvido por Pixel Project.

X
AO VIVO