Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cidades

Artesanato e moda: inovação e sustentabilidade no Sertão Potiguar

A artesã Josilene dos Santos, de Santana do Seridó, transforma resíduos de jeans descartados em bolsas e diferentes acessórios Foto: Durabilité/Divulgação

A artesã Josilene dos Santos, mais conhecida como Josinha, encontrou nos resíduos de jeans uma oportunidade única de transformação. Por muitos anos, Josinha trabalhou como costureira nas oficinas de Santana do Seridó, distante 258 quilômetros de Natal (RN), onde observou a grande quantidade de resíduos de jeans descartados diariamente.

Essa visão a inspirou a empreender com essa matéria-prima, inicialmente criando bolsas e pequenos objetos para uso pessoal. Ela é um dos exemplos de artesãos potiguares que têm transformado resíduos e tradições locais em peças de moda únicas e valiosas, com o apoio do Sebrae.

O artesanato é uma forma de expressão cultural e artística que tem ganhado cada vez mais espaço no mundo da moda. No Rio Grande do Norte, dois projetos destacam-se pela inovação e sustentabilidade: Durabilité e Fios do Sertão.

Peça da coleção Renascer, do projeto Durabilité. Foto: Catálogo/Durabilité/Divulgação

Durabilité e a Coleção Renascer: transformando resíduos de jeans em Arte e Moda

Os resíduos de jeans espalhados pelo chão vão dando lugar às bolsas, almofadas, toalhas de mesa e diversos acessórios que misturam beleza e arte. Hoje, a coleção Renascer da Durabilité, desenvolvida pela artesã Josilene dos Santos, Josinha, representa o ápice dessa jornada de sustentabilidade e inovação. Cada criação reflete a experiência de Josinha com jeans e a visão do designer sobre a reutilização criativa do material. As peças de tecido, originárias das fábricas de jeans wear de Santana do Seridó, incluem pedaços de bolsos, passantes e viés, que seriam descartados, acumulando lixo nos aterros sanitários ou nos espaços físicos das próprias empresas.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

A iniciativa Durabilité não só proporciona um destino sustentável para esses resíduos, mas também cria novas oportunidades de negócio para Josinha e outros membros da comunidade. Em parceria com oficinas de costura e reciclagem locais, a Durabilité transforma lixo em moda, mostrando que com empreendedorismo e criatividade, é possível reinventar o uso de materiais e contribuir para a sustentabilidade.

Desfile da Coleção Renascer, do projeto Durabilité, em abril deste ano no Midway Fashion Day. Foto: Luana Tayze/Sebrae RN

Josinha destaca a importância do Sebrae em sua trajetória. “A minha história com o Sebrae é bem importante, porque se não fosse com incentivo e aprendizado, não teria chegado onde estou. A participação nas feiras foram um grande diferencial. Quando eu comecei a produzir essas peças, eu trabalhava com jeans, e comecei a juntar os pedacinhos para gente fazer.” Ela explica que, com a ajuda da assistência social e do Sebrae, conseguiu desenvolver suas peças e aprimorar suas criações com a ajuda de um estilista, além de participar de editais e feiras importantes.

 Fios do Sertão e a Coleção Sertão Amar: valorizando a cultura e a paisagem do Sertão Potiguar

Peças de crochê inspiradas no sertão potiguar dão origem à Fios do Sertão. Foto: Fios do Sertão/Divulgação

Lá na cidade que foi reconhecida por lei estadual como a “Terra do Crochê” do Rio Grande do Norte, nasceu a Fios do Sertão, que reúne um grupo de artesãos transformando fios em moda em Messias Targino, a 304 quilômetros de Natal.

A Fios do Sertão surgiu dentro da Secretaria de Turismo e Empreendedorismo, em parceria com o Sebrae através do programa Cidade Empreendedora. A descoberta da potencialidade turística da região levou à criação da marca e da coleção Sertão Amar, que celebra a beleza e as características únicas do Sertão Potiguar.

Artesãs de Messias Targino (RN) se unem na Associação de Arte Crochê Fios do Sertão. Foto: Fios do Sertão/Divulgação

Segundo George Almeida, único homem que faz crochê no grupo, a associação é formada por ele e várias mulheres, incluindo professoras aposentadas, mulheres solteiras e mães. De acordo com o artesão, o Sebrae desempenhou um papel crucial ao fornecer consultoria especializada, ajudando o grupo a profissionalizar sua produção e a criar uma coleção inspirada na vegetação, na seca, nas formas e no relevo do Sertão.

Modelo da Coleção Sertão Amar. Foto: Catálogo Fios do Sertão/Divulgação

A coleção, chamada Sertão Amar, reflete o amor e a conexão profunda com a terra natal, utilizando flores e relevo como temas principais. George explica que o processo de criação foi baseado nas características naturais do Sertão, como a vegetação, a seca, as formas e o relevo, resultando em uma coleção que homenageia a região.

Coleção Sertão Amar, da Fios do Sertão. Foto: Catálogo/Fios do Sertão/Divulgação

“A coleção Sertão Amar foi lançada em parceria com o Sebrae, e já está ganhando reconhecimento. A Fios do Sertão também está em processo de formalização e espera o CNPJ para consolidar parcerias importantes com marcas e estilistas, incluindo uma colaboração internacional com um estilista dos Estados Unidos”, explica Almeida. Além disso, a associação tem sido estudada como caso de empreendedorismo em trabalhos de conclusão de curso de alunos da UFRN, destacando seu impacto e relevância.

Modelos desfilaram as coleções dos artesãos potiguares em semana de moda no Midway Mall, em Natal. Foto: Luana Tayze/Sebrae RN

Unindo arte e estratégia para modelar o negócio

Maezia Teodora, gestora do projeto de Economia Criativa do Sebrae, explica que a instituição incentiva os artesãos por meio de uma estratégia de atendimento articulada e personalizada, baseada nas necessidades identificadas junto aos clientes. “Nos reunimos com eles para mapear as necessidades e, com base nisso, montamos um plano de ação de impacto com objetivos claros e definidos,” afirma Maezia. Ela também menciona que o público atendido pelo Sebrae recebe suporte em diversas áreas, como modelagem de negócios, melhoria de produto, acesso a mercados, liderança e leis de incentivo.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Ela destaca que há uma programação ainda neste ano, com um plano de ação estruturado para o setor de artesanato. “A próxima atividade é a Jornada de Modelagem de Negócios para Artesanato, que acontecerá em julho,” informa Maezia. Ela ressalta que este setor conversa muito com a moda, permitindo que os criativos de moda autoral incorporem aspectos culturais e ancestrais em suas criações, valorizando e contando histórias por meio dos negócios.

Fios do Sertão no Midway Fashio Days. Foto: Luana Tayze/Sebrae RN/Divulgação

No mês de abril, o Midway Fashion Days, a semana de moda potiguar, destacou a fusão entre artesanato e moda. O evento, realizado no shopping Midway Mall, em Natal, mostrou como o design, os traços e o regionalismo do artesanato estão sendo incorporados nos cortes, modelagens e cores das coleções autorais. O Sebrae-RN levou grupos artesanais para apresentar suas coleções no evento, fortalecendo a visibilidade e valorização da produção artesanal.

“No último desfile, tivemos a apresentação de seis coleções de clientes atendidos, abrangendo 20 núcleos coletivos das mais diversas tipologias e distribuídos pelo estado. Existe um programa nacional do artesanato brasileiro, o PAB, que é responsável pelo cadastro dos artesãos.”, destacou Maezia Teodora.

Durabilité no Midway Fashion Days. Foto: Luana Tayze/Sebrae RN/Divulgação

A Durabilité e a Fios do Sertão são exemplos inspiradores de como o artesanato pode se integrar à moda de maneira sustentável e inovadora. Com o apoio do Sebrae, essas iniciativas têm conseguido transformar resíduos em peças de moda valiosas e celebrar a cultura local, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social das suas comunidades.

Por Marline Negreiros e Beatriz Ribeiro, do Ponta Negra News

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Notícias relacionadas

Cidades

O Sebrae e a Agência Nacional de Energia (ADENE) formalizaram nesta terça-feira (3) um Plano de Colaboração entre as instituições para fomentar a sustentabilidade...

Economia

Começa nesta segunda-feira (3) a Semana de Renegociação de Dívidas no Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-RN) realiza a Semana...

Mulher S/A

Perseverança, força de vontade para mudar de vida, ser agente da própria história e coragem. Esses são apenas alguns dentre tantos ingredientes presentes na...

Cidades

O Serviço Social do Comércio do Rio Grande do Norte (Sesc RN), instituição do Sistema Fecomércio, abriá 240 vagas gratuitas em cursos gratuitos de...

Publicidade

Copyright © 2022 TV Ponta Negra.
Desenvolvido por Pixel Project.

X
AO VIVO