Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cidades

RN tem quase 400 mil eleitores com títulos cancelados, diz TRE

Foto: divulgação - TSE

De acordo com o Relatório de Distribuição do Eleitorado por zona e município referente ao mês de janeiro, feito pelo sistema de cadastro eleitoral ELO, o Rio Grande do Norte, dos 2.973.160 eleitores, 370.961 estão com títulos cancelados e 20.163 com títulos suspensos.

Com base no relatório, os municípios de Natal, Mossoró e Parnamirim concentram o maior número de potiguares inaptos a votar, seja por cancelamento ou suspensão do título. A capital tem 666.721 eleitores, dos quais 580.943 (87,13%) estão aptos a votar. No entanto, Natal tem 12% do eleitorado (80.200) com títulos cancelados, além de 5.578 (0,83%) com títulos suspensos.

Em segundo lugar aparece Mossoró, o segundo maior polo eleitoral do Estado. Com 209.270 eleitores, a Capital do Oeste tem 11,41% do eleitorado (23.882) com títulos cancelados e 1.344 (0,64%) suspensos.

Já a cidade de Parnamirim, em terceiro lugar no pódio eleitoral, com 155.672 eleitores, tem 9,96% com títulos cancelados (15.513) e 1.000 (0,64%) com títulos suspensos.

Anúncio. Rolar para continuar lendo.

Na região Seridó, Caicó tem o maior número de eleitores, com 52.350 pessoas cadastradas, dentre as quais 13,84% estão com os títulos cancelados (7.247) e 0,98% suspensos (514).

O município com o menor número de eleitores no Estado é Viçosa, com apenas 2.151 cadastrados, sendo 1.930 (89,72%) aptos a votar, 202 (9,39%) cancelados e 19 (0,88%) suspensos.

Suspensão e cancelamento

suspensão dos direitos políticos pode ocorrer pelos seguintes motivos:

Anúncio. Rolar para continuar lendo.
  • pela conscrição (prestação do serviço militar obrigatório);
  • por condenação criminal transitada em julgado;
  • por condenação por improbidade administrativa ou pela aplicação do Estatuto Especial de Igualdade entre brasileiros e portugueses.

Já o cancelamento do título eleitoral ocorre nas seguintes situações:

  • por suspensão ou perda dos direitos políticos;
  • por pluralidade de inscrição;
  • por falecimento do eleitor;
  • por deixar de votar em 3 (três) eleições consecutivas.

Em todos esses casos, a pessoa é impossibilitada de votar, o que acarreta prejuízos à democracia e consequentemente ao direito garantido pela Constituição Federal a todos os brasileiros de escolherem os seus representantes.

Como regularizar o título

Para regularizar o seu título de eleitor e garantir o direito ao voto e à participação efetiva na democracia do país, o eleitorado com cadastramento irregular pode procurar a Zona Eleitoral da sua cidade para resolver sua situação. Mais dúvidas podem ser esclarecidas no Autoatendimento Eleitoral.

Notícias relacionadas

Política

Com dois votos contra, das deputadas Isolda Dantas e Divaneide Basílio, nesta quarta-feira (10), a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte aprovou a...

Cidades

Eleitores que ainda não cadastraram sua biometria podem utilizar os serviços eleitorais online, conhecidos como Título Net, apenas até esta segunda-feira (8). Após esse...

Cidades

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) notificou por meio do Diário Oficial do Estado (DOE), 70 condutores que podem ter o direito...

Brasil

A plataforma Uber pediu nesta segunda-feira (4) ao Supremo Tribunal Federal (STF) a suspensão nacional de todos os processos que tratam sobre o reconhecimento...

Publicidade

Copyright © 2022 TV Ponta Negra.
Desenvolvido por Pixel Project.

X
AO VIVO